terça-feira, 26 de junho de 2012

Começando a escrever sobre Mergulho

Meus amigos, é um grande prazer começar a escrever sobre uma das minhas novas paixões: o mergulho.

E nada mais propício do que criar um blog no dia 26 de junho, 01 dia após a comemoração do aniversário de morte ou desencarnação (como cada um preferir) de 15 anos de Jacques-Yves Cousteau, uma das pessoas mais importantes para o mundo do mergulho como o conhecemos hoje.

Bem, não irei me alogar para falar sobre Cousteau pois a web já possui muitas coisas, por isso recomendo acessar os links da wikipedia http://pt.wikipedia.org/wiki/Jacques-Yves_Cousteau em português, http://en.wikipedia.org/wiki/Jacques_Cousteau em inglês e pelo site de sua Fundação http://www.cousteau.org
 
Curiosamente, nestes últimos dias tenho lido sua biografia, escrita e recém lançada no Brasil por Brad Matsen. Ainda estou no capítulo 09, de 22, mas me encanta ler as descobertas e como Cousteau criou determinados equipamentos que possibilitam hoje para nós mergulhadores permanecermos muito tempo em grandes profundidades.

Juntando tudo isso, a data de criação deste blog e a minha leitura de sua biografia, mostra uma coisa que eu sempre digo "nada na nossa vida é por acaso", e eu prefiro não pensar neste acaso, pelo menos não neste momento.

A minha paixão pelo mergulho se deu graças a influência de meu querido pai, Odair Guggenberger (in memorian).  Uma pessoa que adorou praticar muitos esportes ao longo de toda a sua vida, mas suas grandes paixões eram o remo e o ciclismo, mas adorava nadar, assistir Fórmula 1 aos domingos.

Me lembro que quando muito pequeno ele saiu para fazer mergulho livre, e eu sempre adorava admirar seus equipamentos - nadadeiras, máscara, snorkel, lastro e faca.

Algum tempo depois eu fui fazer o curso de Jornalismo na Faculdade e tinha duas grandes ideias para a minha carreira: ser um jornalista esportivo, ou um jornalista-mergulhador, como o Francisco José da Rede Globo que há anos faz matérias incríveis. Mas se hoje é considerado um esporte caro, há 15 anos atrás era muito mais caro, então deixei adormecida esta vontade.

Sempre que fiz alguma viagem para praias maravilhosas que ofereciam a possibilidade de locação de nadadeiras, máscara e snorkel lá estava eu me metendo na água e admirando um pouquinho a beleza do universo marinho. Foi então que após minha viagem de férias com minha esposa em dezembro de 2011, que tomei a decisão em fazer o curso de mergulho. Viajamos para o Caribe para um cruzeiro que partia de Colón no Panamá, passando por Cartagena na Colômbia e em seguida Bonaire, Curaçao e Aruba. Em Bonaire tive o prazer de fazer um passeio no Aqualung criado pelo Jacques Cousteau e em seguida num ponto determinado fazer snorkel. Bonaire é considerado um dos 05 melhores pontos de mergulho do planeta Terra, então dá para entender o porque da minha decisão.

Encontrei a Cesar Dive, do Cesar Gentille em Caraguatatuba, no litoral norte de São Paulo e efetuei a minha matrícula para o Open Water Dive, com certificação pela IANTD - International Association Nitrox & Technical Divers. Depois poderemos explorar mais em outros posts as diferenças entre as certificações, mas me chamou a atenção por me matricular com o Cesar, porque ele oferecia possibilidades de aprendizado muito interessantes: 08 horas de aula teórica, 08 aulas práticas em águas confinadas (em piscina), 02 mergulhos em águas abertas (em represa) e mais 02 mergulhos em mar para o check-out, ou popularmente conhecido como batismo.

Em breve devo preparar um post só para falar da minha experiência com o Open Water Dive e o check-out, o fato é que no dia em que fui ao mar pela primeira vez, eu pensava muitas e muitas vezes em meu pai, e foi para ele esta minha homenagem, eu imaginava lá em baixo na água sobre como ele ficaria encantado em ver as espécies e etc, e muitas vezes durante o trajeto de retorno com a embarcação era ele quem estava nos meus pensamentos.

Então meus amigos, começo esta primeira aventura de registros deixando as minhas homenagens ao meu pai Odair, e a Jacques Cousteau.


Jacques-Yves Cousteau

livro da biografia de Cousteau escrito por Brad Matsen


Um vídeo para inspirar as pessoas: Cousteau e o Direito das Futuras Gerações



Nenhum comentário:

Postar um comentário